Resiliência

Plano de Continuidade de Negócios (PCN)

planos de ação preventivos

Qual o impacto de um e-commerce parado causado por um sistema de logística está fora do ar?

Toda atividade de negócio - em qualquer ramo de atuação ou o porte de empresa - está sujeita a situações adversas ou interrupções que dificultam ou impedem a fluidez de suas operações ocasionados por problemas em sistemas, falhas de equipamentos, erros humanos ou invasões maliciosas.

O Plano de Continuidade de Negócios (PCN) refere-se a um conjunto de estratégias e planos de ação preventivos que, quando adequadamente planejado e implementado, permitem o funcionamento dos serviços essenciais de uma empresa durante um evento de falha no ambiente de missão crítica.  Um plano sólido é uma exigência da boa governança em tecnologia da informação.

Na prática, suponha que sua empresa teve seus dados tomados após invasão de hackers. Se há um plano de continuidade dos negócios poderá operar de modo suficiente até que a situação seja normalizada.

Dessa forma, podemos pensar que o PCN é um importante mecanismo de prevenção à ocorrência de desastres. Diante de uma ocorrência, sua empresa está preparada para minimizar o impacto da crise em seus negócios por meio de processos alternativos diante da indisponibilidade dos processos usuais.

Cabe notar que, em certas atividades empresariais como os setores Financeiro e Saúde, a própria regulamentação do setor define regras para a estratégia de continuidade do negócio.

O Plano de Continuidade de Negócios contempla:

  • Análise de riscos de continuidade
  • Análise de impacto de negócios
  • Estratégias de continuidade de negócios e mitigação de crise
  • Plano de continuidade de negócios e recuperação de desastres
  • Planos de comunicação em crise
  • Treinamento e simulação